Ir para o conteúdo

Prefeitura de Campo Belo e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Campo Belo
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social YouTube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
23
23 JAN 2023
Primeiro LIRAa de 2023 aponta alto risco de infestação de dengue em Campo Belo. 92% dos focos foram encontrados dentro das residências.
enviar para um amigo
receba notícias
O alerta é de alto risco de surto. A população deve manter os quintais limpos e não descartar lixo em terrenos baldios, evitando a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, Chikungunya e outras doenças
o LIRAa e um levantamento de índice de infestação do Aedes aegypti, realizado em todo o município para determinar os tipos de ações a serem adotadas e os bairros com maior risco de casos de dengue, sendo classificado em baixo, médio e alto risco, conforme o número de focos positivos do Aedes.
O primeiro Levantamento do Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa) de 2023 realizado em Campo Belo apontou alto risco de infestação de dengue. O resultado de 5,5% não é considerado satisfatório pelo Ministério da Saúde e coloca a cidade em alerta, destaca o coordenador de Combate a Endemias, Everton Carlos Ribeiro.
"O índice é considerado satisfatório quando fica abaixo de 1%; situação de alerta quando está no intervalo entre 1% e 3,9%; e indica risco de surto quando é igual ou superior a 4%", destacou o coordenador de Combate a Endemias.
Em dois dias foram vistoriados 1297 imóveis definidos pelo programa do LIRAa, que realiza sorteio aleatoriamente. As amostras foram encaminhadas para a Superintendência Regional de Saúde (SRS) Divinópolis para realizar a leitura das larvas encontradas.
Foram encontrados focos positivos em todo o município, sendo que 92% dos focos foram encontrados dentro das residências, nos quintais e interior das casas. Os principais tipos de focos foram encontrados em lixo, entulhos e materiais fora de uso, armazenados de forma incorreta pelos moradores.
As ações de prevenção e combate à dengue são realizadas efetivamente pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, com o trabalho dos Agentes de Combate a Endemias, que realizam arrastões de limpeza nos bairros, a vistoria e eliminação de focos nas residencias, totalizando 32 mil imóveis no município, e a retirada de lixo descartado irresponsavelmente pela população em terrenos baldios. Os agentes também fazem a vistoria periódica em pontos estratégicos.
São considerados pontos estratégicos: ferros-velhos, oficinas, borracharias, reciclagens e outros. Nestes locais, o controle é feito a cada 15 dias.
A visita dos agentes às residências são feitas a cada 60 dias. A responsabilidade em conservar o imóvel livre de focos é do morador.
A luta contra dengue exige a participação e a conscientização de toda a sociedade e a atenção deve ser redobrada em períodos chuvosos.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia